BLOG

Curiosidades da cidade de Americana

O nome remete à história de sua fundação, depois da Guerra Civil dos Estados Unidos, também conhecida como Guerra da Secessão, teve um fluxo de imigrantes para o Brasil.
Na década de 1970, Jimmy Carter, o então presidente dos Estados Unidos, visitou o Cemitério do Campo em Santa Bárbara d’Oeste, onde jazem os guerrilheiros dos estados sulistas na guerra civil. Em 1900, a vila que rodeava a estação ferroviária, grande marco histórico da cidade, foi chamada de “Vila dos Americanos”.

Princesa tecelã
A atual fábrica “Carioba” foi fundada pelos imigrantes americanos. No início do século XX, o negócio chamou atenção do comendador alemão Franz Müller, que arrematou a empresa em um leilão. Depois disso a indústria têxtil começou a ganhar relevância no mundo.
Mesmo que a concorrência chinesa tenha enfraquecido a atividade, ainda hoje é uma das principais fontes de renda de Americana.

Como a vilas tornou cidade
Depois de diversas brigas judiciais entre Campinas e Santa Bárbara D’Oeste, o governo do estado de São Paulo cria em 1904 o Distrito de Paz de Villa Americana, dentro de Campinas. Essa elevação da vila para distrito, somado à criação de uma subprefeitura e o constante desenvolvimento da indústria têxtil, possibilitaram a emancipação. Em 1924, Villa Americana foi reconhecida como município.

Americanos e italianos
Além dos americanos, a cidade abrigou diversas famílias italianas. Entre 1870 e 1960 houve um fluxo migratório para o Brasil decorrente do caos político e do crescimento da população na Itália. Segundo o site da própria prefeitura de Americana, esses imigrantes trouxeram consigo suas técnicas, sua arte, seus usos e costumes, que estão presentes até hoje na cultura da cidade.

Crescimento da qualidade de vida
Atualmente, Americana conta com um IDH de 0,840. É a 19ª cidade mais desenvolvida nesse aspecto e lidera o Índice de Bem-Estar Urbano. O que torna a cidade referência nesse último parâmetro é a boa pontuação em fatores como “atendimento de serviços coletivos urbanos”, “mobilidade urbana” e “condições ambientais urbanas”. Existem diversos parques, bosques e represas, bem como inúmeras atrações culturais.
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) médio entre as escolas públicas de Americana era, já no ano de 2012, acima da média brasileira. A saúde e a segurança também são pontos fortes da cidade.

Venha conhecer o decorado do Torres de Americana, localizado na Avenida Carmine Feola, 880, São Domingos em Americana, SP.

Torres de Americana •  Apartamento em Americana com 2 Dorms.

Stand de Vendas e Decorado:

Av. Carmine Feola, 880
São Domingos em Americana

Empreendimento:

Rua Wady Bufarah, 81
São Domingos em Americana

Entre em contato

Entre em Contato